Reportagem completa: Aluno invade escola e atira contra colegas no Vale do Jequitinhonha



Reportagem completa: Aluno invade escola e atira contra colegas no Vale do Jequitinhonha

Segundo a PM, adolescente atirou em colegas "para assustar" duas colegas de sala que não quiseram namorar com ele

As fotos tiradas após o ataque exemplificam a violência sofrida por inocentes. Dois estudantes de 17 anos foram baleados por um aluno da escola Estadual Orlando Tavares no município de Caraí, no Vale do Jequitinhonha na manhã desta última quinta-feira (07/11). A equipe de jornalismo da TV Alterosa, parceira do Super Canal, foi até à escola para apurar os fatos.

De acordo com a direção da escola o jovem que atirou nos colegas estuda no segundo ano do ensino médio. Ontem, ele não foi à aula e armado pulou o muro e invadiu o colégio. De acordo com testemunhas uma professora tentou impedir o ataque segurando a porta da sala que o atirador queria invadir. Outros alunos ajudaram a professora e o adolescente disparou.

Os alunos feridos foram levados para um Hospital em Padre Paraíso. De acordo com o Hospital o estado de saúde deles é estável. O jovem que foi atingido no pescoço precisou receber transfusão de sangue e foi transferido para uma unidade de saúde em Teófilo Otoni. O aluno atingido na mão recebeu alta.

Por meio de nota o Governador Romeu Zema lamentou o ocorrido, destacou o envio de Representantes da Superintendência Regional de Ensino de Teófilo Otoni para acompanhamento do caso e apoio à comunidade escolar e vítimas do ataque e reiterou “Podem ter a certeza de que o Governo de Minas acompanha com máxima atenção o fato".

O caso gerou pânico entre moradores, alunos e colaboradores da instituição de ensino. "Todo mundo saiu correndo, gritando. Os professores fechando as portas. Os pais vindo com carro, desesperados para buscar os filhos", relatou Edvânia Pereira, colaboradora da escola.

A Polícia apreendeu o atirador e prendeu o padrasto dele, um senhor de oitenta anos, que é o dono da garrucha. O aluno disse à polícia que foi armado à escola porque queria assustar duas adolescentes que não quiseram namorar com ele.