Polícia investiga celular para saber se sequestrador de ônibus agiu sozinho



O celular ficou na Delegacia de Homicídios mesmo depois dos 39 reféns buscarem todos os objetos pessoais deixados no ônibus. A polícia acredita que o aparelho possa ser de William Augusto da Silva, e investiga contatos e redes sociais para saber se ele agiu sozinho ou recebeu a orientação de alguém. O corpo do sequestrador, morto por um sniper, foi enterrado em São Gonçalo (RJ). A família do rapaz, que trabalhava como vigilante, evitou a imprensa. Para assistir ao conteúdo na íntegra, acesse PlayPlus.com

#JornaldaRecord #Jornalismo #SequestroÔnibus