Mãe leva polícia até endereço onde filho traficava drogas em Belo Horizonte

Mãe leva polícia até endereço onde filho traficava drogas em Belo Horizonte

A Polícia Militar (PM) chegou até o local onde um jovem de 26 anos traficava drogas depois de informações repassadas pela mãe do rapaz na noite dessa terça-feira (15), em Belo Horizonte.


O suspeito havia sido abordado pelos militares momentos antes, no bairro Jaqueline, região Norte da capital. Ele estava em um Corsa de cor prata e desobedeceu a ordem de parada dos militares, empreendendo fuga e inclusive trafegando pela contramão da rua Agenor de Paula Estrela.


Houve perseguição e, em dado momento, o homem bateu com o veículo em um meio-fio. Ele, então foi abordado pelos militares, que fizeram buscas no carro e encontraram 12 pinos de cocaína.


Em seguida, os policiais foram até a casa do rapaz, no mesmo bairro. A mãe dele permitiu a entrada dos policiais, que fizeram buscas na residência e não encontraram nada. A mulher, no entanto, disse aos militares que o filho passava a maior parte do tempo em outro endereço, próximo ao local, no bairro São Benedito, em Santa Luzia, na região metropolitana de BH.


O jovem negou que conhecia o endereço mencionado, mas os policiais desconfiaram e foram até lá. Em conversa com uma moradora do lote mencionado, a mulher confirmou que o suspeito vivia por ali e indicou qual seria o barracão usado por ele.


Os policiais se aproximaram da porta e, logo de cara, sentiram um forte cheiro de maconha. Eles usaram uma chave trazida pelo próprio suspeito para entrar no cômodo.


Lá, havia apenas um armário e um colchão. A PM encontrou 88 pinos de cocaína, oito porções e uma barra de maconha, além de uma balança de precisão usada para pesar a droga.


Tentativa de suborno


Encurralado, o suspeito ainda tentou subornar os militares, oferecendo a eles uma arma de fogo em troca de sua liberdade. Os policiais simularam aceitar a proposta a fim de apreender mais material ilícito.


O jovem, então, fez uma ligação e combinou que alguém deixasse a arma próxima a um poste de iluminação, na rua Atanásia dos Jardins. Os policiais foram até o local acompanhados do suspeito e, lá, deram voz de prisão a ele. A pessoa que deixou o revólver no local não foi localizada.


O rapaz foi encaminhado à Central de Flagrantes I, da Polícia Civil, onde a ocorrência foi encerrada.

Participe da nossa enquete

Na sua opinião quem é o culpado pela dívida bilionária que quebrou o estado de Minas Gerais?
Resultados