Faturamento da mineração recua 26% em Minas Gerais

Faturamento da mineração recua 26% em Minas Gerais

O faturamento da indústria de mineração de Minas Gerais caiu 26% no primeiro semestre de 2022. O Estado saiu de um resultado de R$ 61,4 bilhões nos primeiros seis meses de 2021 para R$ 45,2 bilhões neste ano. O resultado acompanhou o movimento de baixa apurado pelo setor mineral na primeira metade deste exercício, em que indicadores como produção, exportação e saldo comercial também tiveram desempenhos negativos.


Com isso, o setor nacional apurou faturamento de R$ 113 bilhões no acumulado de janeiro a junho, queda de 24% sobre a mesma época do ano passado (R$ 149 bilhões). Minas Gerais respondeu por 40% desse montante. A produção do setor em todo o Brasil chegou a 441 milhões de toneladas, contra 483 milhões de toneladas em 2021, gerando baixa de 9% entre os exercícios.


A queda no faturamento da mineração foi puxada principalmente pelo minério de ferro, que recuou 36% no semestre, registrando R$ 68,3 bilhões. O produto representa 73% de toda a produção mineral do Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram).