BNDES anuncia financiamento para obra estatal do gasoduto Néstor Kirchner na Argentina

BNDES anuncia financiamento para obra estatal do gasoduto Néstor Kirchner na Argentina

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) confirmou nesta segunda-feira (23 de janeiro de 2023) que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) financiará parte da obra estatal do gasoduto Néstor Kirchner, na Argentina. Lula classificou críticas ao apoio financeiro do Brasil ao empreendimento argentino como "pura ignorância" e afirmou que os empresários brasileiros têm interesse no gasoduto e nos fertilizantes, no conhecimento científico e tecnológico que a Argentina tem.


A decisão do Brasil foi anunciada mesmo antes de Lula confirmar, pois o governo argentino já havia se antecipado depois da eleição de Lula, dizendo que receberia dinheiro estatal brasileiro para o gasoduto de Vaca Muerta. A secretária de Energia da Argentina, Flavia Royón, anunciou em dezembro de 2022 que seu país já contava com US$ 689 milhões de financiamento do BNDES para concluir a construção do 2º trecho da obra.


Lula visitou o presidente da Argentina, Alberto Fernández, em Buenos Aires e deu uma declaração conjunta à mídia brasileira e argentina. O 2º trecho terá cerca de 500 km e ligará os campos de óleo e gás da região de Vaca Muerta até San Jerónimo, na província de Santa Fé. Em uma fase futura, o gasoduto poderá chegar ao Brasil. Lula não detalhou como o financiamento será feito e nem o valor.