Varíola dos Macacos se alastra e Minas confirma mais de 100 casos

Varíola dos Macacos se alastra e Minas confirma mais de 100 casos

Estado investiga também mais de 300 notificações


Passa de 100 o número de casos confirmados da Monkeypox em Minas Gerais, segundo balanço atualizado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) neste segunda-feira (8). Os números indicam 101 confirmações da doença no Estado, 20 a mais que o último levantamento, de sexta-feira (5).


Conforme a SES, todos os pacientes realizaram exames laboratoriais na Fundação Ezequiel Dias (Funed). "Em todas as situações, os contactantes estão sendo monitorados pelas Secretarias Municipais", completou a pasta. Todos os pacientes confirmados são homens, com idade entre 21 e 55 anos, em boas condições clínicas.


A primeira morte causada pela doença no Brasil foi registrada em Belo Horizonte, e continua sendo a única no Estado. Trata-se de um homem, de 41 anos, que morava na capital e era natural de Pará de Minas, no Centro-Oeste do estado. A vítima possuía câncer e sofria de um caso grave de imunossupressão. Ele morreu no dia 28 de julho.


Além das 101 confirmações, Minas investiga outros 331 casos suspeitos. Ainda há quatro casos prováveis, e 191 notificações foram descartadas pela pasta.


Belo Horizonte segue sendo a cidade que concentra a maioria dos casos da varíola dos macacos, com 75 infectados (17 a mais que o registro de sexta). A capital tem 129 casos suspeitos, quatro prováveis e 80 notificações descartadas. Os demais casos confirmados estão distribuídos em 16 cidades.


Veja quais são: Santa Luzia (4), Contagem (3), Ribeirão das Neves (2), Sete Lagoas (2), Betim (2), Governador Valadares (2), Bom Despacho (1), Cataguases (1), Janaúba (1), Juiz de Fora (2), Mariana (1), Uberlândia (1), Poços de Caldas (1), Pouso Alegre (1) e Teófilo Otoni (1), Sabará (1).


2022-8-8 11:42 pm Minas Gerais 1502 0 0