Cantor de tema de novela da Globo vive recluso há 40 anos e aguarda indenização

Cantor de tema de novela da Globo vive recluso há 40 anos e aguarda indenização

"Voltei pra você, vivendo o desejo, o prazer de voar sobre o mundo sentindo tudo aquilo. Só você..." Os inesquecíveis versos da música de abertura da novela homônima de 1984 marcaram uma era na televisão brasileira. O dono da voz por trás desse sucesso é João Paulo Almeida, produtor musical que, após 40 anos, vive recluso em São Paulo, aguardando uma indenização após um acidente que quase lhe custou a vida.


Ao chegar ao Brasil vindo de Londres, na Inglaterra, João Paulo assumiu os vocais da abertura da trama de Benedito Ruy Barbosa. A notícia de que seria a voz na vinheta trouxe grande felicidade ao artista, que agradeceu de joelhos pela oportunidade.


O mistério sobre a identidade do cantor gerou curiosidade entre os fãs, que só conheceram o rosto de João Paulo semanas depois da estreia da novela. A aversão à fama surgiu quando o cantor se deparou com uma multidão de fãs em um ginásio em São Vicente, São Paulo, após a exibição da novela.


"Saí de lá com a polícia ao meu lado. Não foi uma coisa de que gostei muito. Fiquei muito impressionado. No primeiro e no segundo mês, achei maravilhoso, até me senti um beatle, mas depois foi um inferno..." destaca o artista, que participou de programas como "Fantástico" e "Globo de Ouro" durante o período em que "Voltei pra você" estava no ar.


Apesar do sucesso, João Paulo enfrentou uma crise financeira nos anos 80 devido aos baixos valores recebidos pelos direitos autorais. A superação veio quando ele alugou seus instrumentos e posteriormente montou um estúdio em São Paulo, trabalhando com artistas como Raul Seixas, Paulo Ricardo e Chico César.


Aos 74 anos, João Paulo Almeida vive recluso em Campos do Jordão, interior de São Paulo, desde 2005. Após o acidente grave em 2022, onde uma carreta virou sobre o carro que dirigia, João luta para receber a indenização, enfrentando as sequelas físicas e burocráticas.


*"Foi um milagre (ter sobrevivido)... Estou me recuperando e voltando à vida normal. Faço fisioterapia e hidroterapia. Não consegui receber nada (da indenização), ainda tá tudo parado com o juiz..."* finaliza João Paulo, que continua produzindo sua arte em seu estúdio em casa.

Plano 5G por R$ 57,99/mês Ver Plano