Série JR revela detalhes das ações de pistoleiros no Pará

A equipe do Jornal da Record rodou mais de 3.500 quilômetros pelo Estado do Pará para entender porque a antiga tradição da pistolagem sobrevive e até se modernizou. Um pistoleiro, de 22 anos, com página nas redes sociais. Bruno Venâncio postava fotos exibindo o corpo. Havia três pedidos de prisão contra ele por causa de homicídios. As imagens de câmera de segurança registraram a execução de um empresário em Itaituba, no oeste do Pará. Segundo a polícia, Bruno sempre agiu de cara limpa. Ele também é o principal suspeito de matar o prefeito de Tucuruí, cidade vizinha de Breu Branco.

Curta a página do Portal Minas no Facebook