Furacão irma deixa Miami debaixo d'água

Furacão irma deixa Miami debaixo d'água

O furacão Irma chegou neste domingo (10) à Flórida, Estados Unidos, com menos força do que esperado. Ainda assim, ventos de até 215 km/h deixaram um saldo de três mortos no estado. Nas ilhas do Caribe a passagem do furacão deixou um rastro de destruição. A capital cubana, Havana, ficou inundada em grande parte. O governo não divulgou o balanço dos estragos. 

Na madrugada desta segunda (11), o furacão foi rebaixado para a categoria 1. O Irma chegou a ser classificado como de categoria 5 —a mais alta— quando passou pelo Caribe, onde ao menos 27 morreram nos últimos dias. Na manhã deste domingo, ele chegou as ilhas Keys, ao sul da Flórida, como um furacão de categoria 4, e foi rebaixado por duas vezes durante a tarde: primeiro para a categoria 3 e depois, 2, com ventos de até 177 km/h. 


Na noite de domingo, o Irma tinha chegado a Naples, na costa oeste da Flórida, e a previsão era que o olho do furacão atingisse Tampa na madrugada de segunda (11).

A previsão da rota do Irma mudou nos dois últimos dias. No início, a expectativa era que a costa leste, onde fica Miami, fosse a parte mais afetada. A maior parte dos 6,5 milhões de moradores do Estado —quase um terço da população total— que receberam ordem para deixar suas casas vive na região leste.


Veja o vídeo gravado por um morador da cidade:



Curta a página do Portal Minas no Facebook