Vinicius Torres Freire | Economia, agora, é pura política

Vinicius Torres Freire | Economia, agora, é pura política
O governo continua a se desmilinguir. Mesmo se Michel Temer cair, o acordo para fazer um novo governo está enrolado. Quanto mais indefinição, pior para a economia.
A maioria da elite política e econômica quer trocar o fusível queimado, Temer, e não mexer na instalação elétrica. Querem mudar para que tudo continue como está.
As associações empresariais publicaram manifestos nos jornais, a favor da estabilidade na economia, mas ninguém apoiou Temer.
Muito empresário e políticos no poder pensam na renúncia de Temer, mas querem que o novo governo e o Congresso sigam o mesmo programa. Que continue a aprovar reformas, como a da Previdência e a trabalhista.
Se Temer cai, os mesmos partidos que estão no poder elegeriam um novo presidente, em 30 dias. Mas eles não se entendem sobre quem seria o novo poderoso. Não se entendem sobre se as reformas continuam. Para piorar, muitos parlamentares querem que o novo arranjo do poder arrume um jeito para que alguns deles escapem da Justiça.
Ou seja, o plano de mudar para que tudo continue, reformas e tudo mais, ainda é sonho.
Para piorar, o governo ainda perde pedaços.
Hoje, pediu demissão a presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos Marques, uma das economistas mais importantes do governo. O BNDES é o bancão estatal enorme que empresta dinheiro barato para empresas.
O BNDES está sendo investigado por suspeitas de rolo com a JBS, do Joesley Batista, o sujeito que grampeou Temer. A JBS foi a empresa que virou gigante mundial por causa dos empréstimos e sociedades com o BNDES.
Maria Silvia não tem nada a ver com esses rolos. Mas o banco estava ficando paralisado por causa das investigações. Para piorar, naquele grampo Joesley apareceu com conversas estranhas sobre o BNDES. Maria Silvia não gostou. Por último, havia muita pressão dos empresários para que o banco soltasse mais empréstimos.
Cansada disso e de rolos, Maria Silvia pediu pra sair.
Quase todo dia sai um número novo sobre a economia. Agora, todos esses números são muito velhos, de dez mil anos atrás.
Não querem dizer grande coisa, pois não se sabe nada do dia de amanhã. Economia agora é pura política, já dissemos aqui e, infelizmente, vamos repetir por várias semanas ainda.

Assista ao Vídeo

Siga o Instagram do Portal Minas SEGUIR

De Olho no Fato