Vice-governador Mateus Simões discute combate à violência e construção de novo presídio em Itabira

Vice-governador Mateus Simões discute combate à violência e construção de novo presídio em Itabira

Cumprindo uma agenda na cidade de Itabira nesta sexta-feira (10), o vice-governador de Minas Gerais, Mateus Simões (Novo), ouviu demandas urgentes do município, sendo a principal delas, o combate à violência. Conforme um documento da Prefeitura, o índice de criminalidade na cidade registrou aumento entre 2021 e 2022.


Durante uma entrevista coletiva, Simões confirmou que a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais (Sejusp) está avaliando a construção de um novo presídio em Itabira, que poderia custar até R$ 100 milhões ao Estado. "O nosso antigo presídio foi desativado por ficar na área de autosalvamento da Vale e não foi uma decisão da nossa parte. Estamos passando por uma reestruturação do sistema prisional, com o fechamento de unidades de pequeno porte", destacou Simões.


Segundo o vice-governador, um dos efeitos negativos da falta de presídios é o desvio de função dos policiais, que são forçados a transportar os detentos para outros municípios. "Isso significa risco aos nossos policiais e tira-os do trabalho finalístico. É um problema de segurança", ressaltou.


Além da construção de um novo presídio, a Prefeitura de Itabira também requisita um maior efetivo para as polícias Civil e Militar, assim como equipamentos e viaturas. Tudo isso está documentado em um documento entregue pelo vice-prefeito de Itabira, Marco Antônio Gomes, a Mateus Simões.


A construção ou reativação de um presídio é uma reivindicação antiga da prefeitura de Itabira e vem sendo tratada pelo setor público, advogados, tribunais, Ministério Público e polícia como prioridade.

Turismo em MG