Vereador de Santana do paraíso é denunciado pelo GAECO por crime de 'rachadinha' na Câmara Municipal


Vereador de Santana do paraíso é denunciado pelo GAECO por crime de 'rachadinha' na Câmara Municipal

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) está investigando em conjunto com à Promotoria de Justiça de Patrimônio Público de Ipatinga (7ª Promotoria) um vereador de Santana do Paraíso pelo crime conhecido como "rachadinha", onde o parlamentar se apropria de parte do salário de assessores.

Conforme a investigação, ficou concluído que o vereador agia da mesma maneira que ocorreu com parlamentares da cidade de Ipatinga.


O relatório mostra que o vereador Claudinei Almeida Lima, o Buchim (Podemos) “contratou um servidor para assessor de gabinete e passou a exigir que esse fizesse a devolução de R$ 1.000 mensal, sob pena de encerramento da contratação. Os valores eram repassados a uma terceira pessoa que apoiou o vereador na eleição de 2016. Os repasses ocorreram por seis meses (segundo semestre de 2018)”, confirma o Gaeco. 

Em depoimento, o assessor confirmou os repasses a uma terceira pessoa, que por sua vez confirmou que recebia os valores, porém “seria um ajuste entre ela e o assessor” sem intermediação do vereador. O parlamentar negou a participação.

O GAECO concluiu entretanto que houve a participação direta do vereador na formação da “caixinha”, após análise de provas e arquição de testemunhas.

O vereador e a pessoa que recebia valores sem as devidas prestações de serviços foram denunciadas pelos promotores do Gaeco, com o promotor de Patrimônio Público. O caso já tramita na Justiça da Comarca de Ipatinga. 


Com informações do Ministério Público e do jornal Diário do Aço