Vereador de Conselheiro Pena é denunciado por receber mais de R$ 49 mil sem trabalhar


Vereador de Conselheiro Pena é denunciado por receber mais de R$ 49 mil sem trabalhar

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) propôs uma Ação Civil Pública contra um vereador de Conselho Pena que abandonou o cargo para se mudar para o exterior, mas continuou recebendo o salário por sete meses após ter se mudado. Ao todo, ele recebeu mais de R$ 49 mil de forma indevida.


De acordo com as investigações do MP, o homem foi eleito vereador para a legislatura de 2013 a 2016, mas mudou-se para os Estados Unidos no dia 11 de junho de 2016 sem providenciar a renúncia dele e por isso seguiu recebendo a remuneração do cargo até o fim do mandato.


Ainda conforme o MP, o homem foi alvo de investigação promovida pela Câmara Municipal de Conselheiro Pena, mas enquanto nada era deliberado, a remuneração continuou a ser paga pelo órgão.


Para o promotor de Justiça Samoel Ribeiro de Faria Júnior o homem cometeu os crimes de enriquecimento ilícito, dano ao erário e violação aos princípios da moralidade, da honestidade e da lealdade às instituição.