Vereador Andrade é preso em desdobramento de operação que apura manipulação de salários de servidores em Ipatinga


Vereador Andrade é preso em desdobramento de operação que apura manipulação de salários de servidores em Ipatinga

O vereador José Geraldo de Andrade (Avante), de Ipatinga, foi preso nesta quinta-feira (14) em um desdobramento da operação Dolos, que apura manipulação de salários de servidores, em um esquema em que os vereadores da cidade exigiam parte dos salários de seus assessores. Ele é o quarto parlamentar preso na operação que foi desencadeada em fevereiro.


A prisão ocorreu no fim da manhã, no Distrito Industrial da cidade. O vereador foi conduzido para a sede do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) para ser ouvido. Simultaneamente à prisão, uma equipe do Gaeco cumpriu mandado de busca e apreensão no gabinete do parlamentar.


Além de José Geraldo, estão presos na Penitenciária Dênio Moreira, em Ipaba, os vereadores Luiz Márcio Rocha (PTC), Rogério Antônio Bento (ex-PSL) e Wanderson Gandra (PSC).


Vereador foragido da Justiça


Outro investigado no esquema, o parlamentar Paulo Reis (PROS) é considerado foragido da Justiça; um assessor dele foi preso no início da operação. A assessoria do parlamentar protocolou um pedido de renúncia nesta quinta-feira na Câmara Municipal, mas, conforme determina a lei, só após a publicação do pedido ele deixa de compor o Legislativo.