Vale afirma estar perplexa com denúncia do Ministério Público sobre tragédia em Brumadinho


Vale afirma estar perplexa com denúncia do Ministério Público sobre tragédia em Brumadinho

A Vale se pronunciou sobre a denúncia do Ministério Público de Minas Gerais relacionada à tragédia em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A empresa afirmou estar perplexa com as acusações de dolo (intenção), ressaltou que outros órgãos também investigam o caso e que é prematuro apontar que a mineradora assumiu o risco de provocar o rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão.


A defesa do ex-presidente da Vale Fabio Schvartsman declarou que as investigações continuam e que a denúncia é açodada e injusta porque desconsidera os documentos apresentados às autoridades, segundo os quais a presidência da mineradora não recebeu qualquer comunicado sobre problemas em Brumadinho.


A empresa responsável pelo laudo de segurança da estrutura, Tüv Süd, declarou que coopera com as autoridades para esclarecer as causas da tragédia.


Nessa terça-feira (21), o Ministério Público acusou de homicídio doloso duplamente qualificado 16 pessoas, entre Schvartsman e cinco executivos da Tüv Süd. A tragédia, que deixou 270 mortos, completará um ano neste sábado.