Universitária com rosto inchado é proibida de embarcar em avião por estar 'irreconhecível'


Universitária com rosto inchado é proibida de embarcar em avião por estar 'irreconhecível'

Uma estudante de Enfermagem foi proibida na semana passada de embarcar em avião da Ryanair que seguiria de Alicante (Espanha) e Londres (Inglaterra) por estar "irreconhecível", de acordo com funcionária da companhia.


Shannon Wotherspoon, de 24 anos, estava com o rosto inchado por causa de uma irritação na pele. Foi o bastante para que o seu embarque fosse recusado. A universitária havia passado férias no balneário espanhol com duas amigas.


"Meu rosto estava todo inchado e quando cheguei no check-in eu apontei para ele", relatou a escocesa, de acordo com o "Daily Record".


"A mulher no balcão olhou bem de perto o meu passaporte começou a balançar a cabeça. Ela chamou uma supervisora e pude vê-la também balançando a cabeça e dizendo que eu não poderia voar", acrescentou.


A universitária disse ter exibido outros documentos de identidade, mas o embarque continuou vetado.


A solução foi apelar a outra empresa aérea. Shannon comprou outra passagem e embarcou para Edimburgo 10 horas depois pela British Airways, apresentando o mesmo passaporte.


"Não entendo como ela é recusada pela Ryanair e é aceita pela British Airways", reclamou o padrasto de Shannon.


A Ryanair não se pronunciou sobre o caso.