UE Compromete 50 Bilhões de Euros para Apoiar a Economia Ucraniana

UE Compromete 50 Bilhões de Euros para Apoiar a Economia Ucraniana

Os 27 membros da União Europeia (UE) concordaram em disponibilizar um montante significativo de 50 bilhões de euros (equivalente a US$ 54 bilhões) para a Ucrânia, conforme anunciado por Charles Michel, presidente do conselho de líderes da UE, nesta quinta-feira (1º). O acordo visa garantir um financiamento constante, previsível e de longo prazo para sustentar a economia ucraniana.


A iniciativa surge em resposta às demandas das autoridades ucranianas, que haviam comunicado ao Fundo Monetário Internacional (FMI) a necessidade de US$ 5 bilhões por mês, enquanto o presidente Volodymyr Zelensky mencionou a urgência de US$ 7 bilhões mensais para compensar as perdas econômicas do país.


O comprometimento financeiro da UE ocorre após semanas de negociações, incluindo desafios como o veto do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, em dezembro. Este veto estava associado à adesão da Ucrânia ao bloco europeu, evidenciando as complexidades geopolíticas envolvidas.


A diretora-geral do FMI, Kristalina Georgieva, sugeriu que a ajuda financeira à Ucrânia deveria ser predominantemente na forma de doações, minimizando a acumulação de dívidas que poderiam prejudicar a recuperação pós-guerra do país.


O anúncio da UE aconteceu em meio a manifestações de agricultores em Bruxelas, Bélgica, e outras regiões da Europa, que buscavam uma revisão das políticas agrícolas ucranianas para melhorar as condições de produção.

Siga o Instagram do Portal Minas Seguir