Teste de criança que morreu no Hospital Regional em Betim dá negativo para coronavírus


Teste de criança que morreu no Hospital Regional em Betim dá negativo para coronavírus

O resultado do exame que investiga a morte de um menino de dez anos em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, deu negativo para o coronavírus. A informação é da Secretaria Municipal de Saúde.
A coleta do material para o exame foi feita no Hospital Regional de Betim e enviada à Fundação Ezequiel Dias (Funed) para análise, com pedido de urgência. E, de acordo com a epidemiologista da Secretaria Municipal de Saúde, Cristiane Campos Monteiro, nestes casos, apenas um teste é realizado.


“O exame foi realizado pela Funed, instituição de referência do Ministério da Saúde. O resultado é definitivo e não há a necessidade de fazer exame contraprova, uma vez que a amostra foi colhida dentro dos padrões e analisada por um laboratório de referência”, afirmou o secretário adjunto de Saúde de Betim, Hilton Soares


Segundo Prefeitura de Betim, uma equipe da Secretaria de Saúde segue prestando acolhimento e orientando a família sobre os procedimentos que devem ser tomados.


Com isso, Betim continua com apenas dois casos de coronavírus confirmados. Se trata de um homem, de 35 anos, e de uma mulher, de 26, que voltaram da Europa no dia 16 de março. Eles foram atendidos em um hospital particular em Belo Horizonte e estão em isolamento domiciliar desde o retorno ao país.


Os dois casos são considerados importados, ou seja, a contaminação ocorreu fora do país, e até o momento não há registro de outro caso sintomático que tenha tido contato com eles.


De acordo com a epidemiologista da Secretaria Municipal de Saúde, Cristiane Campos Monteiro, nestes casos, apenas um teste é realizado.


Relembre o caso


O paciente I. G. R. S., 10 anos, deu entrada no Hospital Público Regional de Betim, na segunda-feira (23), por volta das 19h, e foi a óbito durante a noite, por volta das 21h14. Ele era asmático e foi internado com quadro de insuficiência respiratória.


De acordo com o diretor técnico da unidade, Victor Leite Ikeda, o menino foi encaminhado da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Teresópolis para o Hospital Regional, já em estado grave. “O paciente chegou com quadro respiratório agudo e foi levado para o CTI (Centro de Terapia Intensiva). Ele teve uma parada cardio-respiratória. Foram feitas todos os procedimentos e manobras necessárias, mas o paciente acabou indo a óbito. Conforme o protocolo e seguindo as orientações da Secretaria Estadual de Saúde, foi feita a coleta de exame para o Covid-19 por se tratar de um paciente com quadro respiratório agudo”, afirmou.


Ainda de acordo com o médico, a família relatou à equipe do hospital que a criança estava com tosse, vômito e diarreia há dois dias, mas que estavam tratando em casa. Já na segunda (23), devido a piora do quadro, decidiram leva-lo à UPA Teresópolis. “Fizemos a coleta do exame e pedimos urgência à Funed no resultado da amostra, mas sabemos que, como a fundação está sobrecarregada, isso pode demorar alguns dias”.