Secretário do Ministério da Justiça: fuga de prisão federal deve ser “fato irrepetível”

Secretário do Ministério da Justiça: fuga de prisão federal deve ser “fato irrepetível”

O Secretário Nacional de Políticas Penais, André Garcia, discutiu a fuga inédita de dois detentos do presídio federal de Mossoró, Rio Grande do Norte. Ele afirmou que, após resolver o problema imediato, o governo visa tornar eventos como esse "irrepetíveis". Essa fuga é o primeiro registro na história dos presídios federais administrados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).


Garcia destacou o objetivo de encerrar o evento com a recaptura o mais rapidamente possível. Além disso, mencionou a revisão dos protocolos de segurança em todas as unidades de presídios federais, reconhecendo que os procedimentos podem não ter sido seguidos conforme necessário em Mossoró.


Sobre a operação de captura e a investigação dos motivos da fuga, Garcia evitou detalhes para não prejudicar o trabalho policial. Uma perícia está em andamento no presídio, com conclusão prevista para sexta-feira (16/2).


A fuga ocorreu quando os detentos escaparam por um buraco no teto da cela durante o banho de sol. Uma força-tarefa, com auxílio de drones e helicópteros, está empenhada na captura dos fugitivos. O ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, determinou uma intervenção no presídio, afastando os atuais gestores, e uma investigação está em andamento para identificar possíveis cúmplices, incluindo servidores do sistema prisional federal.

Plano 5G por R$ 57,99/mês Ver Plano