Se você tem um desses 19 sobrenomes sua origem pode estar no império romano

Se você tem um desses 19 sobrenomes sua origem pode estar no império romano

O Império Romano não apenas moldou a história política e cultural, mas também deixou um legado de sobrenomes que persistem até hoje. Esses sobrenomes, presentes não apenas na Itália, mas em todo o mundo, carregam consigo histórias ricas de cultura e influência global.


Os sobrenomes romanos são compostos por três partes: praenomen (equivalente ao nome de batismo), nomen (sobrenome da família), e cognomen (apelido ou título adicional).


Com a queda do Império Romano Ocidental, o uso de sobrenomes diminuiu, sendo restabelecido na Itália durante a Idade Média. Esses sobrenomes frequentemente indicavam origem geográfica ou características pessoais.


Entre os sobrenomes mais comuns em Roma, destacam-se Rossi, Mancini, Ricci, Russo, Luca, Conti, Bianchi, De Angelis, Proietti, Romano, Mariani, Valentini, De Santis, Rosa, Immobiliare, Marini, Moretti, Esposito, Bruno, e Marchetti. Esses sobrenomes refletem a diversidade e a história das famílias na sociedade romana.


Mesmo após tantos anos, esses sobrenomes continuam comuns em diversas partes do mundo. Ter um desses sobrenomes pode ser uma porta para descobrir mais sobre suas origens, explorando décadas de histórias familiares, desafios enfrentados e trajetórias até chegar a diferentes partes do globo.


Conhecer suas raízes por meio desses sobrenomes romanos é uma oportunidade única para entender como a sociedade funcionava naquela época e como as pessoas se identificavam. Sua herança vai além do nome; ela carrega consigo uma narrativa rica e global.

Siga o Instagram do Portal Minas Seguir