Safra de cana-de-açúcar de Minas Gerais deve atingir recorde na próxima temporada

Safra de cana-de-açúcar de Minas Gerais deve atingir recorde na próxima temporada

A produção de cana-de-açúcar em Minas Gerais terá um aumento recorde na próxima safra, segundo dados divulgados pela Associação das Indústrias Sucroenergéticas do estado (Siamig). De acordo com a entidade, a colheita prevista para 2023/24 deve atingir a marca de 72,5 milhões de toneladas, um aumento de 6% em relação à safra anterior. O maior volume já processado no estado foi em 2020/21, com a esmagamento de 70,8 milhões de toneladas de cana.


Além do aumento da produção de cana, a safra também deve registrar maior produção de açúcar e etanol. Segundo a Siamig, a produção de etanol será ampliada em 2023/24, com a previsão de fabricação de 3,06 bilhões de litros, um aumento de 4% em relação à safra anterior. A produção de etanol hidratado deve aumentar em 14%, atingindo 1,8 bilhão de litros, enquanto a produção de etanol anidro, que é adicionado à gasolina, deve registrar uma queda de 4%, com a fabricação de 1,25 bilhão de litros.


Minas Gerais é um dos principais estados produtores de cana-de-açúcar do Brasil, com 36 usinas em operação, 108 municípios produtores e cerca de 167 mil empregos diretos e indiretos gerados pela cadeia produtiva do setor sucroenergético. A produção de açúcar em Minas Gerais também deve crescer 3%, atingindo 4,73 milhões de toneladas. Cerca de 70% da produção mineira é exportada, enquanto 30% permanecem no mercado interno.


O presidente da Siamig destacou que a aprovação da reforma tributária pode estimular o consumo de etanol em todo o país e permitir que estados produtores atinjam novos mercados consumidores. O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, também defendeu a valorização dos biocombustíveis e a coordenação de políticas públicas que valorizem o patrimônio tecnológico do país na produção e uso de bioenergia, como forma de impulsionar a economia verde baseada em energias limpas.

Siga o Instagram do Portal Minas SEGUIR