Professor é indiciado por assédio e tentativa de estupro contra alunas em Itabira, MG

Professor é indiciado por assédio e tentativa de estupro contra alunas em Itabira, MG

Um professor de 26 anos foi indiciado por assédio sexual e estupro de vulnerável tentado contra cinco estudantes, com idades entre 13 e 16 anos, em uma escola da rede pública de ensino em Itabira, região Central de Minas. Os detalhes da investigação foram divulgados pela Polícia Civil (PCMG) nesta terça-feira (20 de fevereiro). 


Segundo a PCMG, as investigações começaram após a mãe de uma das alunas relatar para a diretora da escola que encontrou algumas mensagens impróprias no celular da filha. Segundo a mulher, o professor constrangia a adolescente a marcar um encontro com ele após o período das aulas.


Após a mulher denunciar o caso, outras alunas também procuraram a polícia e apresentaram relatos semelhantes. Ao todo, foram identificadas cinco vítimas naquela escola, com idades entre 13 e 16 anos.


Durante as investigações, a PCMG também apurou que o suspeito mantinha diversas conversas impróprias com as adolescentes e, mesmo após a negativa das meninas, ele continuava a importuná-las. Diante dos fatos, a polícia concluiu pelo indiciamento do suspeito por assédio sexual e estupro de vulnerável tentado. 


O delegado João Martins Teixeira, responsável pelo caso, ressalta a relevância de apurações de crimes no âmbito escolar. “A apuração de crimes contra adolescentes é de extrema importância para a construção de uma sociedade justa e solidária, em especial aqueles ocorridos em ambiente escolar, local em que as adolescentes deveriam se sentir seguras para seu desenvolvimento pessoal”. 

Siga o Instagram do Portal Minas SEGUIR