Procon recebe denúncias de preços abusivos de máscaras e álcool gel em BH após suspeitas do coronavírus

Procon recebe denúncias de preços abusivos de máscaras e álcool gel em BH após suspeitas do coronavírus

Após casos suspeitos de coronavírus, o Procon de Belo Horizonte tem recebido denúncias de que algumas farmácias da cidade têm vendido álcool gel e máscaras com preços exorbitantes. Em BH, apesar de haver apenas dois casos suspeitos do coronavírus, o alerta foi suficiente para alguns estabelecimentos aumentar o valor desses protudos.


O diretor do órgão, Felipe Santos Ferreira, explica que a atitude desses estabelecimentos contraria o artigo 39, inciso dez, do Código de Defesa do Consumidor. “Se você ver um preço exorbitante, pode procurar o Procon que vamos dar um jeito de resolver”, afirmou.


Em BH, o consumidor pode ir ao órgão (avenida Santos Dumont, 363, no Centro) ou entrar em contato pelo email procon@pbh.gov.br ou pelo telefone 156.


Segundo o diretor, a empresa que cometer essa infração pode ser autuada e até multada de R$ 400 a R$ 9 milhões, a depender do tamanho dela e do dano causado.


Minas tem 48 casos suspeitos de coronavírus, enquanto o Brasil, 433. Dois foram confirmados em São Paulo.


* Com informações da Rádio Itatiaia

Siga o Instagram do Portal Minas SEGUIR

Em Destaque