Primeiro dia útil do reajuste do metrô de BH é de revolta e indignação dos usuários

Primeiro dia útil do reajuste do metrô de BH é de revolta e indignação dos usuários

Muitos usuários do metrô de Belo Horizonte se surpreenderam com o último reajuste de 136% no valor da passagem do metrô, que passou de R$ 1,80 para R$ 4,25 em menos de um ano.  


“Foi aumentando bem devagar para ninguém sentir, ninguém reclamar  e agora (o preço) está nesse absurdo. Foi aumento de 100% (136%) e agora os R$ 4,25”, diz a carioca Rosimeire Nogueira, que mora em Contagem há 8 anos.


A tarifa do metrô de BH é a mais cara do Brasil,  quando comparada proporcionalmente à extensão. Com o reajuste deste domingo, o último do cronograma escalonado de 136% em um ano, o usuário paga R$ 4,25 pelo bilhete unitário, R$ 0,15 por KM rodado.  Considerando apenas o valor do bilhete, BH fica atrás apenas dos valores praticados no Distrito Federal (R$ 5,50), Rio de Janeiro (4,60) e São Paulo (R$ 4,40).

Siga o Instagram do Portal Minas SEGUIR