Presos fazem carta e ameaçam incendiar ônibus e carros oficiais em Vespasiano e São Joaquim de Bicas, MG


Presos fazem carta e ameaçam incendiar ônibus e carros oficiais em Vespasiano e São Joaquim de Bicas, MG

Policiais militares de Vespasiano e São Joaquim de Bicas, na região metropolitana de Belo Horizonte, estão em alerta total contra uma ameaça de atentados em série feita por presidiários.


O motorista de um ônibus coletivo de Vespasiano foi abordado nessa terça-feira (13) por um motociclista armado que entregou uma carta com exigências sobre a melhoria do tratamento de presos do presídio de São Joaquim de Bicas. No bilhete, eles afirmam que "se depois desse comunicado não for (sic) resolvido nossos problemas nessa penitenciária, vamos mandar ordem para outros criminosos que já passou por um presídio para que eles comecem um atentado na Grande BH e cidades grandes". 


Na carta, assinada pela "Massa carcerária", os detentos dizem que estão dispostos a atear fogo em ônibus, carros da prefeitura, fóruns e veículos públicos. Para não cumprir as ameaças, eles cobram melhores condições no presídio de São Joaquim de Bicas, uma das unidades com maior índice de superlotação do Estado. Eles exigem ainda "respeito e dignidade" para cumprirem a pena, sem sofrer opressão de agentes. 


A Polícia Militar informou ao jornal O TEMPO que o caso não foi registrado oficialmente. No entanto, a corporação montou operação especial em Vespasiano e São Joaquim de Bicas para coibir qualquer tentativa de atentado. Ainda segundo a PM, a Diretoria de Inteligência da corporação já monitora o caso. 


A reportagem aguarda um posicionamento da Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap). O Sintram também foi contatado e uma resposta é aguardada.