Presidente do Cruzeiro confirma que Dedé e Arrascaeta ficam em 2019

Presidente do Cruzeiro confirma que Dedé e Arrascaeta ficam em 2019

Dentro do planejamento da diretoria do Cruzeiro de manter boa parte do grupo formado em 2018 e contar com um time competitivo na próxima temporada, a permanência do zagueiro Dedé e do meia-atacante uruguaio Arrascaeta, destaques na conquista da Copa do Brasil, foi garantida pelo presidente ontem do clube celeste, Wagner Pires.


“Eles permanecem. São peças importantes e principais do nosso time”, afirmou o dirigente ontem na manhã desta segunda-feira no desembarque da delegação após o empate com o Bahia, em 0 a 0, em Salvador, no encerramento do Brasileirão.


A declaração do mandatário ocorreu uma semana depois de Arrascaeta não garantir presença no elenco de 2019, embora tenha contrato com o Cruzeiro até 2021. Depois da derrota para o Flamengo, por 2 a 0, no dia 25 de novembro pela penúltima rodada do Brasileirão, o uruguaio manifestou o desejo de atuar no exterior.


“Estou num grande clube aqui, mas quando tiver uma oportunidade de jogar em outro grande clube (do exterior) vou querer também”, disse Arrascaeta, que teve seu gol, marcado no segundo jogo da final da Copa do Brasil, na vitória sobre o Corinthians, por 2 a 1, eleito o mais bonito da competição numa promoção feita pelo patrocinador da Copa.


Dedé, que se recuperou de contusão que o afastou dos gramados por cerca de oito meses, voltou em grande estilo, com boas atuações e liderança em campo. O zagueiro chegou à final da Copa do Brasil sem ter cometido uma falta sequer ou sem levar cartão, bem diferente do que ocorreu na Libertadores, quando foi expulso duas vezes nos duelos contra o Boca Juniors, que eliminou o Cruzeiro do torneio continental.


Base forte


O presidente do Cruzeiro confirmou também que a base atual do time do Cruzeiro “é muito forte” e, se for preciso, haverá mudanças pontuais, mas preferiu não antecipar nomes nem posições. “Nós vamos manter a nossa base, que é muito forte. Temos um time competitivo. Naturalmente, uma ou duas posições, de acordo com a comissão técnica, vamos esperar o (técnico) Mano (Menezes) voltar, vou conversar com o (vice-presidente executivo de futebol) Itair Machado, e a gente está vendo”, observou o dirigente.


“Não falamos nada, nem pode falar em nomes, porque esse mercado nosso é muito complicado. Se falar num nome, o valor dele sobe muito, mas, com certeza, vamos fazer um time forte para 2019”, acrescentou Wagner Pires. 


Segundo ele, a saída e chegada de jogadores será decidida pela comissão técnica. “Eles que decidem, ‘vamos precisar, não vamos’. Isso é com eles. A gente tem de escutá-los e respeitá-los”, ponderou o presidente celeste. Na semana passada, Itair confirmou que busca dois laterais, um meia e um atacante.