Prefeitura de Veredinha divulga dívida de quase R$ 600 mil reais deixados pela ex-gestão

Prefeitura de Veredinha divulga dívida de quase R$ 600 mil reais deixados pela ex-gestão

Emater e Oi suspenderam serviços, CISAJE e CISNORJE ameaçam cancelar convênio


A prefeitura de Veredinha, Vale do Jequitinhonha divulgou nesta sexta-feira (20/01) um balanço feito dos debitos deixados pela ex-gestão no município, onde segundo o departamento financeiro a dívida chega a quase R$ 600 mil reais. Dentre elas estão a de R$ 85.762,02 com o Instituto Municipal de Previdência dos Servidores de Veredinha (IMPREV), R$ 39.659,96 com o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Alto Jequitinhonha (Cisaje), além de dividas com a Emater, Cemig, Cisnorje, Amaje, Oi, BDMG, dentre outras.


SERVIÇOS SUSPENSOS 


Por falta de pagamento do serviço de telefonia da Oi, todas as linhas telefônicas da Prefeitura estavam cortadas não podendo realizar ligações. O serviço foi normalizado na última segunda-feira, 16 de janeiro, quando a Prefeitura conseguiu liquidar a divida de quase 5 mil reais.
Já a Emater anunciou suspensão do convênio com Veredinha, pois o município acumulou uma dívida de mais de R$ 7 mil com a conveniada.


SERVIÇO DE SAÚDE COMPROMETIDO


Caso o município não consiga renegociar a dívida com o Cisaje, o serviço poderá ser interrompido, comprometendo o transporte de pacientes e a oferta de consultas especializadas para a população de veredinha. A dívida é um acumulado do mês de setembro, outubro, novembro e dezembro de 2016 e somam R$ 39.659,96.


Ao Consórcio Intermunicipal de Saúde Rede de Urgência Macro Nordeste/ Jequitinhonha, o município tem dividas que poderá comprometer o serviço de atendimento móvel de urgência e emergência, SAMU.

Siga o Instagram do Portal Minas SEGUIR

Em Destaque