Polícia prende suspeitos de matar mulher com golpes de tesoura e atear fogo no corpo em Montes Claros


Polícia prende suspeitos de matar mulher com golpes de tesoura e atear fogo no corpo em Montes Claros

A Polícia Civil cumpriu mandados de prisão contra quatro homens investigados por matar uma mulher, de 43 anos, com golpes de tesoura e atear fogo no corpo. A mulher foi encontrada carbonizada dentro de casa e inicialmente, a suspeita era de que ela tinha sido vítima de um incêndio acidental. O crime foi em setembro de 2020 no Residencial Monte Sião, em Montes Claros.


No primeiro momento, a Polícia Civil chegou a trabalhar com a hipótese de que a mulher pudesse ter sido vítima de estupro e o autor teria colocado fogo na casa para ocultar o crime, mas as investigações apontaram que o homicídio tem relação com o tráfico de drogas. 


Além dos quatro homens presos, um jovem, que na época era menor de idade, também tem envolvimento com o crime e foi detido. O delegado Bruno Rezende explicou que um dos chefes do grupo já estava preso por outro homicídio e ordenou a morte da mulher de dentro do presídio. 


As investigações continuam e a polícia apura o envolvimento de uma mulher que teria procurado a vítima no dia do crime e feito uma ‘emboscada’. Ela ainda não foi identificada.


Ainda segundo o delegado, dois suspeitos já foram ouvidos e negaram participação no crime, os outros serão ouvidos nos próximos dias. Eles vão responder por homicídio qualificado.