Polícia desmantela casa de prostituição em Boa Esperança; mulheres eram mantidas em cárcere privado

Polícia desmantela casa de prostituição em Boa Esperança; mulheres eram mantidas em cárcere privado

Duas pessoas foram presas nesta quarta-feira (7) suspeitas de manter uma casa de prostituição e mulheres em cárcere privado em Boa Esperança (MG). A Polícia Civil informou que entre as vítimas havia adolescentes.


Segundo a Polícia Civil, os presos são um homem, de 36 anos, e uma mulher, de 33 anos. A polícia informou que eles negaram os crimes. Entretanto, sete mulheres e outras testemunhas que frequentavam a casa de prostituição confirmaram os fatos. No local, os policiais apreenderam cadernos de anotações e elementos que podem comprovar a autoria do crime.


Segundo a Polícia Civil, na casa não havia condições higiênicas, com grande quantidade de sujeira e fedor, além de água parada e lodo. Ainda de acordo com a Polícia Civil, cinco mulheres disseram que não recebiam pelos programas que faziam e que os donos da boate inventavam dívidas para reter o valor cabível a elas, como garantia de pagamento.


Os suspeitos também retiravam os telefones, documentos e dinheiro das mulheres e as mantinham presas, trancadas com cadeado para que não fossem embora do local. O preso foi encaminhado ao presídio de Boa Esperança e a presa ao presídio de Varginha.