Polícia Civil prende militar suspeito de ser mandante de homicídio em São João da Ponte


Polícia Civil prende militar suspeito de ser mandante de homicídio em São João da Ponte

Um policial militar foi preso temporariamente em uma investigação que apura um homicídio em São João da Ponte (MG). Segundo a Polícia Civil, ele é suspeito de ser o mandante do crime, que ocorreu em uma lanchonete no dia 4 de dezembro de 2019.


Em coletiva de imprensa nesta terça-feira (15), o delegado Willian Fernandes explicou que as provas colhidas permitiram identificar que o assassinato teve motivação passional. Os levantamentos ainda apontam que o policial é suspeito de tentar atrapalhar a apuração. “Testemunhas afirmaram que a vítima publicizava estar mantendo relação sexual com a esposa do preso nessa ação policial”, fala.


À polícia, a mulher negou que manteve relacionamento extraconjugal com a vítima. O advogado César Ricardo de Oliveira Guimarães, que defende o policial, afirmou que a prisão foi decretada com base em "indícios decorrentes de fuxicos, de comentários em redes sociais na comunidade". O defensor ainda disse que "não existe materialidade nenhuma que vincule meu cliente ao cenário do crime. Ele atuou de maneira isenta e em nenhum momento participou de alguma forma interferindo no processo, no fato em si."