Pesquisa eleitoral em Igarapé: Arnaldo Chaves tem 31,4%, e Nem tem 26,6%


Pesquisa eleitoral em Igarapé: Arnaldo Chaves tem 31,4%, e Nem tem 26,6%

A disputa pelo comando da cidade de Igarapé, na região metropolitana de Belo Horizonte, está acirrada na reta final da campanha, de acordo com a pesquisa DataTempo/CP2. A corrida está polarizada entre o ex-prefeito e empresário Arnaldo Chaves (PP) e o atual ocupante da administração municipal, Carlos Alberto da Silva, o Nem (MDB). Os dois estão tecnicamente empatados, considerando-se a margem de erro do levantamento, que é de 4,4 pontos percentuais para mais ou para menos. Na pesquisa estimulada, quando os nomes dos candidatos são apresentados, porém, Arnaldo Chaves aparece à frente numericamente.


Segundo o instituto, que entrevistou 500 pessoas no município, o ex-prefeito tem hoje 31,4% das intenções de voto na cidade. Já o atual prefeito registra 26,6%.


Bem atrás dos dois ponteiros, Wellington Professor aparece com 11,2% das intenções, enquanto o policial aposentado Tenente Sander (Republicanos) registra 6% no levantamento estimulado.


Os eleitores que dizem pretender votar em branco, nulo ou que não escolherão nenhum candidato são 10,4%. Os que não souberam ou não responderam são 14,4%.


O DataTempo/CP2 também mediu as intenções de voto na pesquisa espontânea, quando nome dos candidatos não é apresentado ao eleitor. Neste levantamento, é Nem quem aparece numericamente à frente, mas continua havendo situação de empate técnico. O atual prefeito registra 23,4%, enquanto Arnaldo Chaves fica com 21,4% das citações.


Wellington Professor aparece com 6,4% das intenções de voto na pesquisa espontânea, enquanto Tenente Sander registra 3,6%.


Os eleitores de Igarapé também citaram outros nomes, que não estão na corrida eleitoral deste ano (1,4% no total). Além disso, 11,2% dos entrevistados na cidade afirmam que votarão em branco, nulo ou que não escolherão nenhum candidato. Os que não souberam ou não responderam são 32,6%.


A pesquisa também levantou como está o processo de definição de voto dos eleitores de Igarapé. E os números mostram que mais da metade dos entrevistados pelo instituto se mostram sólidos em sua decisão. Para 51,6% dos eleitores da cidade, a escolha é uma decisão definitiva, que não mudará de jeito nenhum. Além disso, 9,6% dos eleitores dizem que essa é uma decisão firme, mas que poderá mudar no decorrer da campanha.


Os que consideram a escolha apenas uma preferência inicial, que pode mudar durante a campanha, são 9,6%. Os que não decidiram seu voto são hoje 26,8%. Além disso, os que não souberam ou não responderam são 2,4%.


No que diz respeito à rejeição, o prefeito atual é o que apresenta o maior índice. Nem não teria o voto de 18% dos eleitores de Igarapé, de acordo com o levantamento. Em segundo lugar está Tenente Sander, que é rejeitado por 12% do eleitorado da cidade. 


Wellington Professor aparece na sequência. Ele é rejeitado por um total de 8,8% do eleitorado de Igarapé. Já o líder da pesquisa estimulada, Arnaldo Chaves, é apenas o quarto mais rejeitado. Ele não receberia 6,6% dos eleitores do município.


Os eleitores que poderiam votar em todos os candidatos são 12,8%, enquanto os que não votariam em nenhum deles, ou seja, que rejeita todos os concorrentes, são 10,7%. Além disso, 31% dos eleitores de Igarapé não souberam ou não responderam.



Dados.


A pesquisa do instituto DataTempo/ CP2 foi contratada pela Sempre Editora e realizada com 500 eleitores do município no dia 7 de novembro. A margem de erro do levantamento é de 4,4 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Registro no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) é o MG-01272/2020.