Para tentar barrar vitória de Zema no 1º turno, Kalil se une ao PT em Minas Gerais

Para tentar barrar vitória de Zema no 1º turno, Kalil se une ao PT em Minas Gerais

Assustados com os últimos resultados das pesquisas eleitorais em Minas Gerais, que aponta vitória acachapante de Zema já no 1º turno, o PT e PSD mineiro decidiram selar uma aliança em torno do nome de Alexandre Kalil (PSD).


No acordo que foi negociado em Brasília, o PT deverá indicar o vice na chapa, abrindo mão da candidatura ao senado que era pleiteada pelo deputado petista Reginaldo Lopes. Reginado estava em segundo lugar na última pesquisa divulgada. Na liderança está o atual deputado estadual Cleitinho, que tende a apoiar Zema.


A composição acordada tinha o apoio explícito de lideranças petistas no estado que, em tese, deverão compor o alto escalão do governo de Minas em uma possível vitória de Kalil. Dentre eles o ex-governador Fernando Pimentel.


Outro lado


Do lado de Romeu Zema a situação para a composição da chapa continua indefinida. Como vem liderando com folga as pesquisas, alguns partidos da base do governo já se articulam para indicar o vice e a vaga ao senado. O atual governador já demonstrou publicamente a intenção de compor com outras legendas e tem o aval do seu partido, o NOVO, para montar a chapa majoritária.


Alegando que eleição é só no segundo semestre, Zema segue cumprindo a sua agenda oficial de viagens por Minas para o lançamento e entrega de obras.