Pai dá detalhes sobre assassinato de ex-jogador de futebol em Camaragibe



O ex-jogador Leandro Gama Barros, de 33 anos, foi assassinado com seis tiros na noite de quarta-feira (21), quando saia da casa do pai para trabalhar, no centro de Camaragibe, região metropolitana do Recife.

Seu Benedito, que sempre levava o filho até a porta, contou que não conseguiu ver quando o bandido atirou em Léo. "Eu só vi os 'pipocos'. Não sei nada. Eu só corri pra cima dele", relembrou.

Com passagens pelo Salgueiro e pelo América, times populares daqui do estado, o ex-jogador era recém-formado em Educação Física e estava atuando como personal trainner. Todas as noites, antes de ir trabalhar, ele costumava jantar aqui na casa dos pais. As marcas do crime, ainda sem suspeitos, estão por aqui.

Léo Gama ainda chegou a ser levado para o pronto socorro, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia não quis gravar entrevista, mas em nota informou que o caso está sendo apurado pela Delegacia de Homicídios de Camaragibe e que só irá se pronunciar no fim das investigações.