Mortes em Brumadinho chegam a 165 e buscas continuam sendo realizadas


Mortes em Brumadinho chegam a 165 e buscas continuam sendo realizadas

O número de mortes em decorrência do rompimento da barragem mina Córrego Feijão da empresa Vale, em Brumadinho, subiu para 165 neste domingo (10). A Defesa Civil de Minas Gerais informa que até o momento 156 óbitos já foram identificados.


Os trabalhos de buscas chegam ao 17º dia e ainda continuam desaparecidos 38 funcionários da Vale e 122 moradores da região ou trabalhadores terceirizados, totalizando 160 pessoas. Outras duas estão hospitalizadas enquanto 138 desabrigadas.


Neste domingo, as buscas acontecem na área administrativa onde estavam localizados o refeitório, o estacionamento e a casa; na área da ferrovia e de acúmulo de rejeitos. Máquinas, aeronaves e cães farejadores estão sendo utilizados pelos Bombeiros, voluntários e Militares da Força Nacional.



Dados atualizados!#DefesaCivil #Brumadinho pic.twitter.com/ILCvkdYtuY


— Defesa Civil MG (@defesacivil_mg) 10 de fevereiro de 2019






Confira o efetivo empenhado nos trabalhos na Grande BH:



  • Corpo de Bombeiros  Minas Gerais – 150

  • Militares da Força Nacional – 64

  • Bombeiros Militares de outros estados – 129

  • Voluntários – 9