Morre no hospital homem acusado de tentar assassinar a ex-namorada; enterro será em Santana do Paraíso


Morre no hospital homem acusado de tentar assassinar a ex-namorada; enterro será em Santana do Paraíso

Está agendado para ser sepultado na manhã deste domingo (15), no cemitério de Santana do Paraíso, o corpo de Antônio Amarante dos Santos, de 63 anos. Ele morreu depois de ficar internado por 38 dias no Hospital José Maria Morais, em Coronel Fabriciano.

Recolhido ao presídio local, Antonio respondia por um crime bárbaro e de grande comoção no segundo semestre desse ano: a tentativa de assassinato da ex-namorada, Carla Aparecida Santos, de 23 anos, encontrada no fundo de um penhasco em meio à lama da margem do rio Piracicaba nas proximidades de Antônio Dias, em 7 de setembro passado.

A jovem foi alvejada por tiros e depois lançada do alto de uma ponte na estrada da Mangorreira. Foi encontrada somente no dia seguinte, graças uma pessoa que passou pela estrada e viu a jovem agonizando em uma poça de barro.

O caso gerou grande comoção na região do Vale do Aço.

Por causa desse crime, Amarante, que era de Santana do Paraíso, mas atuava como caseiro em um sítio na região rural de Machado, em Antônio Dias, estava preso desde o dia 8 de setembro. Respondia ao crime preso, mas em 7 de novembro começou a passar mal, no interior do presídio de Coronel Fabriciano.

Foi levado para o hospital e diagnosticado com suspeita de pneumonia. O quadro de saúde dele agravou-se e o homem foi internado na Unidade de Terapia Intensiva, mas não se recuperou e foi a óbito na madrugada desse sábado (14).

A Funerária Paraíso confirmou que o corpo foi liberado para a família fazer o velório somente no começo da tarde desse sábado e a decisão dos parentes é pelo sepultamento no domingo.


* As informações são do jornal Diário do Aço