Moraes manda Zema explicar declarações anti-vacina em Minas

Moraes manda Zema explicar declarações anti-vacina em Minas

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, recebeu uma intimação do ministro Alexandre de Moraes, do STF, para explicar, em cinco dias, suas declarações em um vídeo. No material, Zema afirmou que crianças poderão frequentar escolas mesmo sem vacina no estado.


A ação foi apresentada por parlamentares que pediram ao STF a remoção do vídeo de todas as redes sociais, alegando que ele desestimula a vacinação. Em caso de desobediência, uma multa diária de R$ 5 mil está prevista.


Além disso, os parlamentares solicitaram a revogação de eventual ato administrativo de Zema que dispensa a vacinação e/ou apresentação do cartão de vacinação de crianças e adolescentes durante a matrícula em escola pública.


A medida do governo estadual contraria a ampliação do calendário vacinal para incluir a obrigatoriedade da vacinação contra a Covid-19 em crianças e adolescentes anunciada pelo Governo Federal. A ação alerta para os riscos de desestimular a vacinação em meio ao aumento da circulação de pessoas durante o carnaval.

Siga o Instagram do Portal Minas SEGUIR