Moradores de Maceió Buscam Justiça Holandesa contra a Braskem

Moradores de Maceió Buscam Justiça Holandesa contra a Braskem

Nove moradores de Maceió acionaram a Justiça holandesa em busca de compensações pelos "danos morais e individuais" causados pelas atividades da petroquímica Braskem. A empresa, com subsidiárias europeias administradas a partir de Roterdã, está sendo processada por danos materiais e morais decorrentes do desastre que afetou casas e terrenos na capital alagoana.


Na primeira audiência realizada na Corte do Distrito de Roterdã, as partes envolvidas, incluindo as vítimas e a Braskem, foram ouvidas. Os nove autores buscam uma sentença declaratória de responsabilidade e indenização. Os advogados argumentam que as subsidiárias holandesas da Braskem também devem compensar os danos causados em Maceió.


A Braskem, por sua vez, destaca o Programa de Compensação Financeira e Apoio à Realocação (PCF), homologado pela Justiça brasileira, que oferece indenizações e apoio à realocação voluntária dos moradores afetados. A empresa defende a resolução dos casos pela Justiça brasileira.

Plano 5G por R$ 57,99/mês Ver Plano