Montes-clarense com câncer raro morre depois de passar por cirurgia

Montes-clarense com câncer raro morre depois de passar por cirurgia

“Ele morreu muito feliz. Mesmo com toda dor e dificuldade, André estava feliz em ver o carinho das pessoas e o quanto elas ainda são solidárias”, a declaração é de Lorena Fernanda, uma das coordenadoras da "Campanha Salve, Salve André", que mobilizou Montes Claros. O designer André Guedes lutava contra um câncer raro no abdômen e morreu na madrugada deste sábado (18) em São Paulo. A campanha realizada na internet arrecadou R$ 265 mil para o tratamento.


André passou por uma cirurgia no último dia 7 e o quadro de saúde se agravou. “ A cirurgia foi muito difícil, ele chegou a sair da UTI e estava começando a se alimentar, mas o quadro ficou muito grave e faleceu às 4h30 deste sábado”, explicou Lorena.


O corpo de André será trazido para Montes Claros na tarde deste sábado e deve ser enterrado no domingo. Ele deixou esposa e dois filhos, de 2 e 6 anos.


Campanha Salve, Salve André
A “Campanha Salve, Salve André”, começou em abril de 2015, mas a doença já havia sido descoberta há mais de um ano. Muitas pessoas se mobilizaram e participaram de leilões pela internet, eventos e fizeram doações direto na conta bancária.


O universitário Paulo Henrique Rocha foi um dos doadores. Ele fez um grupo em uma rede social com 100 pessoas e conseguiu arrecadar cerca de R$ 2 mil para ajudar o André. “Nós combinamos de cada um depositar R$ 10, mas alguns doaram um valor maior. Hoje em dia está muito difícil as pessoas olharem para a dificuldade do outro, mas conseguimos mobilizar”, declara.


De acordo com a coordenadora da campanha, foram arrecadados R$ 265 mil. “O tratamento incialmente seria R$ 250 mil, porém por causa dos medicamentos ficou em mais de R$ 300”, explica Lorena.


Ela esclarece ainda que após a morte do André, a família ficou com uma dívida de R$ 85 mil e a campanha vai continuar, com leilões e abertura das contas para doações. Os interessados em participar podem entrar em contato pelo telefone (38) 9-9156 -8264.


Doença rara
Segundo especialistas, o tumor conhecido como Desmoplásico de Células Redondas é uma doença rara, e apenas 200 casos foram notificados em todo o mundo. A doença se desenvolve de forma silenciosa no corpo. O médico oncologista Levindo Figueiredo explica como o tumor se manifesta.


“Ele é agressivo por uma característica do próprio do tumor. A célula produz muito tecido fibroso ao redor dela e isso facilita a disseminação dessa célula dentro do abdômen. Entre os sintomas da doença estão o aumento do tamanho do abdômen, acúmulo de líquido, sensação de plenitude e uma saciedade precoce, porque o estômago já está sendo comprimido”, disse em entrevista em 2016.


Fonte: G1

Siga o Instagram do Portal Minas SEGUIR

Em Destaque