Menina de 9 anos relata abuso, e padrasto é preso por suspeita de estupro em São Gotardo

Menina de 9 anos relata abuso, e padrasto é preso por suspeita de estupro em São Gotardo

O fato aconteceu na tarde desta sexta-feira (18-05), no município de São Gotardo. Um homem de 38 anos foi preso pela Polícia Militar suspeito de estuprar a enteada de nove anos. A mãe da garota também foi conduzida para a delegacia para prestar esclarecimentos.


A Polícia Militar foi acionada a comparecer no Pronto Socorro Municipal onde as conselheiras tutelares tiveram conhecimento que uma menina de nove anos havia sido abusada pelo padrasto. O suspeito aproveitou que a mãe da menina tinha saído da casa para o trabalho e realizou o abuso.


Em contato com a menina, a mesma disse que o padrasto a levou contra a sua vontade para o quarto dele. Depois, Manoel Pereira da Conceição tirou a sua roupa, passou as mãos nas partes intimas e tentou penetrá-la. A vítima disse que a penetração não chegou a ser consumada devido o irmão de sete anos ter ouvido barulhos e ao acordar. Ele foi ao quarto para ver o que estava acontecendo e flagrou o abuso.


A menina disse ainda para os militares que sempre que a mãe sai para o trabalho é abusada pelo padrasto e que sempre é ameaçada a não contar nada para ninguém.  A menina falou também que os abusos vêm ocorrendo há vários meses.


A garota passou por exames no Pronto Socorro e o médico constatou que ele apresentava vermelhidão e edema na região vestibular da vulva com presença de corrimento vaginal claro, porém não houve rompimento do hímen.


Diante da situação, o médico de plantão orientou as conselheiras encaminhar a garota para Patos de Minas para passar por exames mais detalhados.  A garota disse ainda para as conselheiras e para os militares que já contou os fatos ocorridos para a própria mãe, porém ela nunca tomou alguma atitude.


Em contato com a mãe da menina, a mesma falou que não sabia de nada e que a filha nunca falou que havia sido abusada pelo padrasto. Edileuza Pereira da Silva, 37 anos, relatou que já registrou duas ocorrências contra o amásio, sendo uma de ameaça e outra de dano.


Após serem ouvidos pelo delegado de plantão, Manoel Pereira da Conceição foi autuado pelo crime de estupro de vulnerável e a mãe da menina, Edileuza Pereira da Silva como coautora. Os dois foram levados para o Presídio Sebastião Satiro.

Siga o Instagram do Portal Minas SEGUIR

Em Destaque