Menina de 3 anos presta depoimento, relata estupro e acusa irmãos



Em Mianmar, na Ásia, um caso de estupro de uma menina de apenas três anos de idade teve uma reviravolta nesta quarta-feira (11), depois que a própria criança prestou depoimento à Justiça.

Victoria foi o nome fictício escolhido por ativistas para identificar a criança, que não pode ter a identidade revelada. A menina teria sido vítima de um estupro no dia 16 de maio, ao sair da pré-escola, em Naipidau, a capital do país.

No mesmo mês, um motorista escolar foi preso, suspeito de ter cometido o crime. Mas nesta quarta, em um depoimento ao Tribunal de Justiça por videoconferência, a criança afirmou que os verdadeiros agressores são dois irmãos adolescentes.

Um exame mostrou que o material genético encontrado nas roupas íntimas da vítima não é compatível com o dna do motorista.

Após o resultado, o homem chegou a ser solto, mas voltou à prisão depois de que vários protestos tomaram as ruas do país.

O número de estupros em Mianmar aumentou 50% nos últimos dois anos. Segundo o governo, em 2018 houve cerca de 1500 casos e em dois terços deles a vítima era criança.