Membros do MP de Minas podem começar a receber auxílio-saúde de R$ 2.500

Membros do MP de Minas podem começar a receber auxílio-saúde de R$ 2.500

O Projeto de Lei que autoriza o auxílio de saúde para promotores e procuradores de justiça pode ser votado a qualquer momento, em segundo turno, na assembleia legislativa. A proposta vai permitir que o promotor ou procurador gaste valor equivalente a até 10% do salário, que pode chegar a R$2.500 por mês, para pagamento de plano de saúde para o titular e dependentes. O valor gasto será reembolsado e será uma quantia além do salário para gasto com saúde. 


De todos os deputados que votaram, apenas três foram contrários: Rosângela Reis (PROS), Jean Freire (PT) e Sargento Rodrigues (PDT) que afirmou que a única justificativa, num momento de crise, para outros parlamentares terem votado a favor do auxílio saúde para membros e servidores do MP é medo de fiscalização. 


Também foi aprovado o pagamento em espécie por férias-prêmio quando se aposentarem ou quando elas forem indeferidas por necessidade de serviço – limitadas, neste caso, a dois períodos de 30 dias por ano.


As informações são da rádio Itatiaia.