Lula: Brasil está à disposição para mediar crise de Venezuela e Guiana

Lula: Brasil está à disposição para mediar crise de Venezuela e Guiana

O presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, ofereceu o território brasileiro como local para sediar mediações entre a Venezuela e a Guiana, em meio à crescente tensão pela região de Essequibo. Lula reafirmou seu compromisso com a busca pela paz e estabilidade na América do Sul.


Em um discurso durante a cúpula do Mercosul, realizada no Rio de Janeiro, Lula propôs a assinatura de uma declaração conjunta contra a "ameaça à paz e estabilidade" na região. Ele enfatizou a importância de evitar conflitos armados e destacou que a América do Sul não precisa de guerra.


Lula também sugeriu que o presidente de turno da Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) aborde a questão de Essequibo com as partes envolvidas, ou seja, Guiana e Venezuela. O Brasil está disposto a sediar reuniões de negociação para ajudar a resolver o impasse.


Na busca por uma solução pacífica, Lula já havia consultado o Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty) para possivelmente mediar uma conversa entre os presidentes Nicolás Maduro, da Venezuela, e Irfaan Ali, da Guiana. O foco tem sido promover o diálogo e o bom senso entre as nações.

Participe da nossa enquete

Na sua opinião quem é o culpado pela dívida bilionária que quebrou o estado de Minas Gerais?
Resultados