Kalil sobre tarifa de ônibus em BH: ‘Não temos satisfação a dar a ninguém’

Kalil sobre tarifa de ônibus em BH: ‘Não temos satisfação a dar a ninguém’

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, deu declarações sobre reajuste da passagem de ônibus, na noite desta sexta-feira (28), em seu perfil oficial no Twitter. Kalil disse que não precisa  dar satisfação a ninguém sobre o aumento da tarifa de ônibus, uma vez que os documentos da auditoria foram encaminhadas para o Ministério Público.


“Temos um contrato e uma auditoria publicada. Não temos satisfação a dar a ninguém. Autorizei a entrega imediata dos documentos ao MP e ponto final”, escreveu em seu perfil no microblog.



Temos um contrato e uma auditoria publicada. Não temos satisfação a dar a ninguém. Autorizei a entrega imediata dos documentos ao MP e ponto final.


— Alexandre Kalil (@alexandrekalil) 28 de dezembro de 2018



E mais: se alguém deu aumento maior que o contrato, tenho uma sugestão ao MP: pedir a prisão.


— Alexandre Kalil (@alexandrekalil) 28 de dezembro de 2018


O prefeito ainda aproveitou a oportunidade para advertir as empresas que, porventura, pratiquem reajuste maior do que o firmado entre as partes. “Se alguém deu aumento maior que o contrato, tenho uma sugestão ao MP: pedir a prisão”, falou.


No último dia 26, foi anunciado que a passagem de ônibus em Belo Horizonte passará a custar R$ 4,50 a partir de 30 de dezembro, que representa um reajuste de 11%, passando dos atuais R$ 4,05 para R$ 4,50.


Os ônibus que atendem vilas e favelas vão de R$ 0,90 para R$ 1,00. Já as passagens que antes custavam R$ 2,85 vão para R$ 3,15 e os táxis lotação que custavam R$ 4,45 passam para R$ 5,00.


Inquérito


O anúncio de Kalil ocorre após o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) anunciar, na tarde desta sexta, que foi instaurado um inquérito civil para apurar o aumento da passagem de ônibus na capital. A ação ocorre após pedido do movimento Tarifa Zero para que o reajuste fosse revisto.

Participe da nossa enquete

Na sua opinião quem é o culpado pela dívida bilionária que quebrou o estado de Minas Gerais?
Resultados