Jovem ganha 25 mil reais em bingo online e pais não permitem sacar o prêmio

Jovem ganha 25 mil reais em bingo online e pais não permitem sacar o prêmio

Ele tem apenas 17 anos e ficou totalmente frustrado com a decisão dos pais, que são evangélicos


Na última quinta-feira dia 8 de fevereiro, o aluno da FATEUNI J. C. Lima de 17 anos, recebeu de uma colega uma mensagem de WhatsApp recomendando um vídeo bingo online. O rapaz clicou no link (Vera&John), que a menina enviou e abriu uma página no seu celular que dava R$35 grátis para testar os jogos.


Cadastro feito, o aluno que não autorizou a divulgação do seu nome completo, começou a jogar numa maquininha de vídeo bingo e logo perdeu todo o brinde que ganhou ao se registrar. Ele insistiu e decidiu depositar e continuar, fez um depósito de R$20 reais e trocou de jogo para arriscar no bingo chamado "A Era do Gelo". No final já estava quase sem saldo quando saiu um acumulado de R$24.873,89, com uma aposta de apenas R$5,00.


Alegre ele foi logo correndo dar a notícia aos pais, pois precisava informar a conta bancária para sacar o prêmio. Mas a sorte não está do lado ganhador a todo tempo. A família do aluno diz que é contra este tipo de site. Eles são frequentadores da Igreja do Evangelho Quadrangular e se dizem contrários a qualquer tipo de aposta, especialmente quando é feita em jogo de azar.


Como o aluno é menor de idade, a família que deveria receber o prêmio se recusou a retirar em nome dele. O site conhecido como Vera & John reconheceu em sua página na internet que, pela primeira vez,desde que começou suas atividades que não sabia o que fazer com o prêmio, já que a legislação brasileira não autoriza depósitos do exterior sem o consentimento do titular da conta bancária.


“Não estamos de acordo com este tipo de atividade e por isso optamos por não receber o prêmio. ” – Declarou a família do rapaz.


O site Vera&John, tem sede na Suécia e foi recentemente autorizado a exercer suas atividades no Brasil. O site nega qualquer facilitação para menores jogarem em seu website, mas não conseguiu perceber que o rapaz usava os dados pessoais do pai para jogar online. O caso todo veio a tona quando o aluno declarou em redes sociais o acontecimento.


“A equipe da Vera&John está analisando o pedido de resgate para uma instituição de caridade, ao menos assim quem sabe a família aceita o prêmio e permite que seja pago para alguém que precisa mais do que eles.” – Informou Victor Fernandes Gerente de Operações do Vera&John no Brasil.


link para o site que deu o bônus de R$ 35 para ele ainda está ativo e continua sendo distribuído, mas se você for jogar tenha certeza de que pode receber o prêmio. "Não adianta ganhar R$35 gratis de crédito, ganhar uma bolada dessa se você não pode sacar o prêmio", finalizou Victor.