Jovem com deficiência é abandonado por coiotes ao cruzar fronteira dos EUA


Jovem com deficiência é abandonado por coiotes ao cruzar fronteira dos EUA

Um adolescente com deficiência física foi abandonado por coiotes enquanto tentava atravessar o Rio Grande, chamado de Rio Bravo pelos mexicanos, na fronteira entre os Estados Unidos e o México, segundo o canal de televisão Ksat.


O jovem hondurenho de 19 anos e sua mãe se escondiam em bambus nas margens do rio quando foram encontrados pelos americanos. O menino precisou ser carregado até um barco e, em seguida, foi levado a um hospital.


A maior parte dos imigrantes que tentam chegar aos EUA atualmente são de Honduras, Guatemala e El Salvador, países devastados pela violência de quadrilhas, tráfico de drogas e extrema pobreza.


O presidente Donald Trump, que fez do combate à imigração irregular uma de suas plataformas, vem sendo alvo de críticas pelas péssimas condições dos centros de detenção de imigrantes. Em diversas acomodações, falta água e comida, crianças ficam sem banho e homens são obrigados a dormir em pé.


Na terça-feira, Trump tuitou que muitos imigrantes vivem melhor nos centros de detenção do que em seus países natais e que aqueles que estão insatisfeitos com as instalações americanas devem voltar para casa.


Segundo especialistas, a política linha-dura do governo americano faz com que imigrantes procurem maneiras mais perigosas de chegar aos Estados Unidos, colocando suas vidas em risco. Na semana passada, um pai e uma filha de El Salvador morreram afogados no Rio Grande e, na segunda-feira, uma bebê brasileira desapareceu enquanto fazia a travessia fluvial com sua mãe.