Jair Bolsonaro volta a questionar resultado da eleição: 'Quem decidiu não foi o povo'

Jair Bolsonaro volta a questionar resultado da eleição: 'Quem decidiu não foi o povo'

Nas últimas declarações polêmicas, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) levantou dúvidas sobre a segurança das eleições de 2022, nas quais foi derrotado no segundo turno por Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Bolsonaro afirmou que "quem decidiu [o resultado] não foi o povo", alegando interferência externa.


Em um evento do Partido Liberal no Rio de Janeiro, Bolsonaro fez referência à recente proposta aprovada pelo Senado que limita os poderes de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), restringindo decisões monocráticas. Ele destacou os conflitos entre os poderes em Brasília como exemplo do sistema "podre" que, segundo ele, dominou o Brasil por muito tempo.


Durante seu mandato entre 2019 e 2022, Bolsonaro teve contínuos embates com o Judiciário, acusando-o de parcialidade. Seus confrontos diretos com o ministro Alexandre de Moraes, que presidiu o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) durante as eleições de 2022, foram notórios.


As declarações do ex-presidente reacenderam o debate sobre a integridade do sistema eleitoral brasileiro, enquanto a proposta que limita os poderes dos ministros do STF segue para análise na Câmara dos Deputados. O futuro político e as implicações desses acontecimentos ainda permanecem incertos.

Participe da nossa enquete

Na sua opinião quem é o culpado pela dívida bilionária que quebrou o estado de Minas Gerais?
Resultados