Idosa é encontrada morta após ser amordaçada e asfixiada em Águas Formosas


Idosa é encontrada morta após ser amordaçada e asfixiada em Águas Formosas

Uma idosa de 71 anos foi encontrada morta dentro de casa, na noite desse domingo (24), em Águas Formosas. A Polícia Militar recebeu uma ligação da irmã da vítima, relatando que ela estaria desaparecida.


De acordo com a PM, ao chegar na casa de Maria Ribeiro Cezar, o sobrinho precisou arrombar o portão e uma janela de madeira, pois o imóvel estava todo fechado e a idosa não atendia aos chamados. No local, a vítima foi encontrada já morta e com muito sangue.


Segundo a perícia, ela sofreu traumatismo com afundamento do crânio e foi amordaçada e asfixiada com uma toalha umedecida envolta a seu pescoço. Uma gaveta do guarda-roupa da vítima foi encontrada aberta e revirada, o que levou à suspeita de latrocínio.


Os parentes da idosa contaram aos policiais que ela ficou viúva recentemente e que não tinha filhos. Por isso, passou a pernoitar na casa de um vizinho, que foi preso suspeito do crime. O homem, de 56 anos, em um primeiro contato, disse que esteve na casa da vítima durante o dia, mas negou tê-la matado.


Na manhã desta segunda-feira (25), os militares estiveram na casa do autor, sendo a entrada permitida pela esposa. No local, os policiais encontraram um par de botas com o solado ensanguentado e uma blusa também com vestígios de sangue. O suspeito, que não estava em casa, foi encontrado posteriormente e preso.


À polícia, o homem não prestou depoimento e permaneceu calado. Após os trabalhos da perícia, o corpo foi encaminhado ao IML de Teófilo Otoni. O autor foi levado para o presídio da cidade.