Herdeira de empresa bilionária nega fortuna da avó: 'Não fiz nada para merecer'

Herdeira de empresa bilionária nega fortuna da avó: 'Não fiz nada para merecer'

A estudante austríaca Marlene Engelhorn, descendente dos fundadores da empresa química multinacional bilionária Basf, decidiu rejeitar 90% de uma herança de 4,2 bilhões de euros (cerca de R$ 21,9 bilhões). A jovem de 30 anos acredita que não fez nada para merecer o dinheiro que teria direito a receber.


A fortuna viria da avó, Traudl Engelhorn-Vechiatto, de 95 anos, que declarou publicamente o desejo de deixar a fortuna para a neta. Em entrevista ao canal austríaco ORF2, Marlene afirmou não ter interesse em aceitar a quantia.


"Essa não é uma questão de gosto, mas de justiça. Eu não fiz nada para receber este dinheiro. Foi pura sorte na loteria do nascimento, uma coincidência", afirmou a herdeira.


Questionada sobre o destino da quantia rejeitada, a jovem afirmou que não sabe se o valor vai ser doado e criticou ações benevolentes feitas por milionários. "É um neofeudalismo disfarçado de caridade. A sociedade não tem que contar com o fato de que os milionários vão ser benevolentes", disse.


Estudante de literatura em Viena, Marlene faz parte da organização Millionaires for Humanity (Milionários Pela Humanidade, em português), grupo que defende que a taxação de super-ricos seja equivalente à de trabalhadores comuns. Ela também foi uma das fundadoras do Tax Me Now (Me Taxe Agora, em português), que também pede o aumento da carga tributária para ricos.


Share Whatsapp


2022-8-9 11:10 pm Internacionais 2245 0 1