Goleiro da Chapecoense ameaça a ex, rouba celular e destrói salão em Espinosa, MG


Goleiro da Chapecoense ameaça a ex, rouba celular e destrói salão em Espinosa, MG

O goleiro da Chapecoense Ivan, de 35 anos, é procurado pela Polícia Militar depois de ter se envolvido em uma confusão em Espinosa, no Norte de Minas, na tarde desta quarta-feira (14).


O atleta, que na verdade se chama Gilsivan Soares da Silva, é natural da cidade e tem família no local. A motivação da briga teve início no Carvanal.


Segundo um policial que preferiu não se identificar, Ivan teria levado a mulher, de 30 anos, para curtir a festa em Santa Catarina. No entanto, ela teria desconfiado de uma traição ao ter acesso ao aparelho celular do goleiro, que estava ligado no bluetooth do carro.


Os dois discutiram e a mulher resolveu ir embora de Santa Catarina para passar o carnaval em Belo Horizonte. Na capital mineira, ela se encontrou com um jovem de 21 anos, também de Espinosa, com o qual teria começado um relacionamento.


Passado o Carnaval, o goleiro da Chapecoense veio até Minas para tentar reatar o relacionamento. Nessa quarta, por volta do meio-dia, ele foi até o jovem de 21 anos, na rua Montes Claros, no bairro Jardim Oriente. O rapaz contou à PM que o goleiro chegou no carro Chevrolet Cruze, com placa de Santa Catarina e parou ao lado dele.


Segundo o denunciante, Ivan ameaçou matá-lo e exigiu que ele entregasse o celular. Ainda segundo a vítima, a todo momento ele levava as mãos até o porta-luvas, fazendo menção de que teria uma arma.


O jovem conseguiu correr e foi até a casa do pai, com o qual compareceu posteriormente à delegacia.


Pouco depois, a PM foi procurada pela ex-namorada do goleiro e pela dona de um salão de beleza. A mulher estava no local quando Ivan chegou, exigindo também que ela entregasse o aparelho celular.


A mulher se negou e Ivan entrou em luta corporal com ela. Segundo a dona do estabelecimento, vários utensílios foram danificados durante a confusão. Num primeiro momento, ele conseguiu pegar o celular, mas ao chegar perto do portão do salão, percebeu que o aparelho tinha senha.


Ivan, então, voltou e foi até a cozinha do salão, onde pegou uma faca. Ele passou a ameaçar a ex-namorada com a arma. Coagida, ela teria digitado a senha no aparelho.


De acordo com o boletim de ocorrência, em determinado momento, enquanto segurava a mulher pelo pescoço, a faca caiu e feriu o pé da vítima.


Ele conseguiu fugir levando o celular. A Polícia Militar disse que realizou intenso rastreamento, mas não conseguiu localizar Ivan.


As informações são do jornal O Tempo