Exploração infantil em MG: meninas de 11 e 16 anos são resgatadas de prostíbulo em Campo Belo

Exploração infantil em MG: meninas de 11 e 16 anos são resgatadas de prostíbulo em Campo Belo

Em meio à repercussão envolvendo denúncias de exploração sexual infantil na Ilha de Marajó, no Pará, a Polícia Civil de Minas Gerais resgatou, nesta semana, duas meninas de 11 e 16 anos que eram mantidas em um prostíbulo de Campo Belo, cidade de pouco mais de 50 mil habitantes da região Centro-Oeste de Minas Gerais.


Conforme a instituição policial, uma mulher de de 26 anos, que seria a responsável pela casa de prostituição, foi presa em flagrante durante a operação, que foi desencadeada na última segunda-feira (19 de fevereiro).


A Polícia Civil fazia levantamentos para tentar localizar um foragido da Justiça, no bairro Vale do Sol, quando, durante as buscas, os policiais avistaram, dentro de um quarto em uma casa onde funcionava um conhecido bordel da cidade mineira, as duas menores de idade.


No momento do resgate, a criança e a adolescente estavam na companhia de dois homens, que acabaram conduzidos à delegacia. Eles seguem sendo investigados, mas acabaram liberados, uma vez que não havia comprovação de práticas sexuais deles com as meninas.


Drogas levaram à prisão de homem e mulher


Ainda de acordo com a Polícia Civil, no prostíbulo ainda foram encontradas porções de maconha e pinos de cocaína, o que acabou levando à prisão da mulher, responsável pelo local. Além dela, uma outra mulher e um homem, que não tiveram as idades divulgadas, também foram conduzidos pela posse de drogas, mas foram liberados após assinarem um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).


"A prisão em flagrante da mulher de 26 anos já foi convertida em preventiva, após representação da PCMG à Justiça. As investigações continuam, a fim de averiguar as circunstâncias da presença das duas menores de idade na casa de prostituição", concluiu a Polícia Civil 


O Tempo

Siga o Instagram do Portal Minas Seguir